Concurso Público x Negócio Próprio – Qual o melhor?

Tempo de leitura: 7 minutos

Concurso Público ou Negócio Próprio? Qual a melhor maneira para se ter uma boa renda? Estou na reta final para começar a por em prática o real objetivo desse site (sair da vida de pobre e lascado), quando iniciei ele. Está faltando algumas análises para não começar feio com os investimentos. Na minha última postagem, falei sobre 5 erros de pessoas que não saem da vida de pobretão, e a importância de se educar financeiramente, planejar e por o plano em prática.

Falei também em uma postagem anterior sobre a importância de aumentar sua renda. Pois bem, o meio principal de se conseguir um patrimônio milionário é o trabalho, o que já soa como um pesadelo infernal para muita gente. Acredito que todos que eu conheço, trabalham na iniciativa privada, com empregos infernais e com um ritmo frenético, que ficam loucos para chegar em casa a noite, para não poderem fazer nada o resto do seu miserável dia.

Conheço gente que se desespera quando chega domingo à noite e o ex-gordo do domingo começa a falar, e aquela nostalgia maligna de que amanhã é segunda começa a bater, e que vai começar mais um ciclo aterrorizante de trabalho. Toda a preparação, acordar cedo, se arrumar com cara de serial killer, tomar café e ir para o trabalho como se estivesse acorrentado e sendo chicoteado, forçado a fazer aquela caminhada matinal. E o pior, nada disso é contabilizado no seu salário. Pensar que muitos amigos se encontram nessa mesma situação, faz me sentir menos solitário.

“Não só de tesouro direto e ações viverá um investidor.”

Bem, mas a vida não é fácil, como já dizia Joseph Climber, não, essa não é! De nada adiante chorar e espernear. Entre diversas soluções que existem (roubar, traficar drogas, etc), as que acredito serem as melhores opções aqui no nosso grandioso país, eu diria são concursos públicos e negócio próprio.

Concurso Público

Atualmente, no Brasil, temos mais de 30 mil vagas para concurso, e uns 100 milhões de desesperados loucos para se beneficiarem dessa generosidade retumbante do nosso lindo país.

Claro, oferecem bons cargos, bons salários, alguns chegando a R$20.000,00(vinte mil reais) mensais, uma boa estabilidade, tranquilidade financeira. Mas porque é tão difícil?

Primeiro a luta contra a corrupção, muitos se deleitam com as passagens “gratuitas” nos concursos(quando falo gratuito, me refiro as provas pagas pelos salafrários de concurso, lembrando que, os concurso são difíceis de passar devido a enorme concorrência e o nível dos candidatos aptos e não às fraudes. As fraudes acontecem mais em concursos menores. Os bons, que são os que pagam bem, geralmente são os feitos pela União e é os que tem menos fraude. Na verdade, concursos como o do MPF e juiz sobram vagas porque o nível da prova é alto e os candidatos não atingem nem o perfil. Não que não exista fraude, as vezes tem mesmo. Mas não é essa a causa primeira pra não garantir sua vaga no concurso).

Segundo que, se você trabalha no setor privado, seus horários para estudar devem ser ridiculamente podres, sobrando pouquíssimas horas livres(talvez finais de semanas). Adeus a vida social! Fazer concursos até passar tá mais para uma corrida contra o tempo, contra milhões de concorrentes, jovens recém formados, que passam 12 horas por dia estudando como se não houvesse amanhã. Reúnem as pessoas mais estudiosas. Infelizmente nem todos podem parar de trabalhar para estudar. Além do que tem muito “concurseiro” que não tem papai sustentando. No mínimo, para competir com essas pessoas, eu teria que largar o meu emprego, o que no momento está fora de cogitação.

Além do mais, passar em bons concursos, receita federal, polícia federal, tribunais e blá blá blá, é extremamente difícil. Para esses cargos e salários, eu competiria com pessoas com capacidades intelectuais fora do comum, desde ser mais rápidos que calculadoras até entortar colheres com a mente. Creio que minhas chances são baixas.

Talvez, quando eu tiver no mínimo 3 anos de salários juntos em uma conta para poder me preparar, eu possa pensar nessa possibilidade. Não digo que está fora de questão, mas que não irei priorizar isso para mim agora. Mas com certeza é uma excelente alternativa.

Negócio Próprio

Negócio próprio requer o melhor de dois mundos, muito trabalho, estudo e o mais difícil: DINHEIRO, muito dinheiro para investir.

Pesquisei um pouco sobre empreendedorismo, e os números são da maior variedade, alguns assustadores.

Investir em um negócio do zero, alguma ideia nova, requer muito, mas muito, muito trabalho mesmo, anos de dedicação, sem noites, dias, família, amigos, cachorro, papagaio, roupas sujas, devaneios, desumanidade, e então finalmente, beirando ao abismo da loucura, depois de ter quebrado no mínimo umas 5 vezes, fracassado umas 10, ter perdido vários casamentos, só então com 72 anos de idade talvez tenha conseguido algo que lhe traga algo que finalmente lhe dê sucesso. Tem suas vantagens, mas, é sacrificante.

Tirando o fato que o torna muito difícil, é possível sim, e com certeza o melhor para se ter uma abundante vida financeira . Claro que deve ser muito bom não ter hora pra chegar (ou para sair) no trabalho, almoçar a hora que bem entender, e onde quiser. Enfim, ser dono do próprio nariz.

Franquias, eu diria que são o melhor negócio para se investir e para quem não quer muita preocupação (ou trabalho mesmo), pois elas dificilmente quebram, as próprias franquias não deixam isso acontecer. São o “Tesouro Direto” dos empreendimentos. Com certeza seria, ou será, a minha escolha quando resolver parar de trabalhar para os outros, estiver com meu patrimônio formado e resolver fazer um investimento em um negócio para gerar renda e não ficar dependendo apenas de um patrimônio rendendo em algo como tesouro direto ou ações.

Porém seu valor em absoluto, as vezes astronômico, é o difícil desse caminho. Boas franquias como Subway, Bebellu, boticário, CacauShow, somando seu valor com  gastos extras, variam em torno de R$400.000,00(quatrocentos mil reais) a R$500.000,00 (quinhentos mil reais), e são franquias muito legais. Franquias como Mac Donald’s chegam a alarmantes R$1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais).

Um outro tipo de negócio que estou estudando atualmente, são negócios online: É um mercado que, a princípio, parece ainda engatinhar no Brasil. Mas vale a pena dar uma olhada. Eu mesmo fiz um curso online sobre como ter um negócio na web recentemente( este curso aqui). Pra mim, valeu muito a pena, gostei muito, e confesso que já estou tendo algum rendimento. Não tanto quanto gostaria ainda, mas pelo que vejo tem muito potencial de crescimento.

Ainda não comecei a fazer os aportes mensais, como é o objetivo do site, então, se fosse falar de patrimônio, o meu ainda seria zero, não daria para iniciar um grande negócio e muito menos uma franquia. Aproveitando o pouco dinheiro, optei por iniciar um negócio online, o investimento é baixíssimo, o risco é bem pequeno. Para um investidor isso soa um bom negócio. Em breve  direi exatamente o que estou fazendo. Mas quem quiser ver o tipo de negócio que criei, sugiro ver o curso que fiz online.

Se alguém tiver alguma sugestão sobre negócios que queira compartilhar conosco, fique a vontade. Enquanto isso, ficaremos lamentando por não termos nascidos ricos ou poder está tomando um bom cappuccino de leite extraído de uma búfala hermafrodita do leste europeu, num chalé na Escandinávia!

3 Comentários

  1. Pedro

    Muito bom o seu artigo. Poderias fazer quem sabe em um outro artigo, um comparativo tipo: vantagens e desvantagens Concurso Público e Negócio Próprio.

    vlw.

    Responder
  2. Lucimara Lima

    ótimo site, ótimas dicas! Aproveitando tudo…
    Querendo relatar aqui que saí do vermelho e tentando aos poucos fazer investimentos, e tudo com base neste site!
    Muito obrigada!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *